Notice: WP_Block_Type_Registry::register foi chamada incorretamente. Tipo de bloco "syntaxhighlighter/code" já está registrado. Leia como Depurar o WordPress para mais informações. (Esta mensagem foi adicionada na versão 5.0.0.) in /home/filipeflop/homolog2302.filipeflop.com/wp-includes/functions.php on line 5313
Programando um Arduino Pro Mini com Arduino Uno - FilipeFlop

Programando um Arduino Pro Mini com Arduino Uno Deixe um comentário

Mexer com o Arduino é muito prático quando você está em um ambiente de testes, em cima da bancada, com uma infinidade de fios encaixados na protoboard. Por outro lado, às vezes existe a necessidade de se fazer instalações permanentes do Arduino, em espaços restritos.

Vamos pegar como exemplo um projeto de acionamento de lâmpada utilizando relé e controle remoto IR, controlado pelo Arduino Uno. Se você for utilizar isso em algum cômodo da sua residência, provavelmente vai ter que colocar o Arduino perto do interruptor para ligar os fios, e improvisar uma caixa ou algum tipo de suporte para a placa. Seria bem mais prático se você pudesse colocar todo o circuito dentro da própria caixa do interruptor, embutida na parede.

Para esses casos, existe uma versão reduzida do Arduino chamada Arduino Pro Mini, uma placa de 34 x 19 mm que faz tudo o que um Arduino “normal” faz, sem ocupar tanto espaço.

Arduino Pro Mini

Antes de detalharmos as conexões da placa, vamos dar uma olhada em suas principais características:

  • Microcontrolador ATmega328p
  • 14 Portas digitais, das quais 6 podem ser usadas como PWM
  • 8 portas analógicas
  • Botão de reset
  • Alimentação : 5 à 12v
  • Memória de 32K
  • Led indicador de funcionamento e led ligado à porta 13, como no Arduino Uno
  • Corrente máxima por porta : 40 mA
  • Clock : 16 Mhz

O modelo da imagem acima, que é vendido na FILIPEFLOP, vem com 2 barras de pinos para os conectores das portas laterais, e 1 barra de pinos 90 graus para conexão dos pinos de comunicação com o módulo FTDI, já que essa placa não vem com a parte de comunicação USB embutida.

Os pinos no lado direito (GRN, TX, RX, Vcc, GND e BLK) são usados para alimentação e programação, e devem ser ligados na seguinte ordem :

GRN – Ligado à porta RESET do Arduino
TXD – Ligado ao pino 1 (TX) do Arduino
RX – Ligado ao pino 0 (RX) do Arduino
Vcc – Ligado ao 5v do Arduino
GND – Ligado ao GND do Arduino
BLK – Não conectado

Atenção nessa ligação, pois alguns módulos podem vir com essa pinagem invertida, mas você deve seguir o esquema de ligação listado acima, ok ?

Finalmente, os pinos nas laterais são utilizados pelas portas e também para alimentação do Arduino Mini utilizando uma fonte externa.

Como eu comentei acima, o Arduino Mini vem com 3 barras de pinos, mas elas não vem soldadas. Assim, você pode escolher a configuração que seja mais adequada ao seu projeto, e até mesmo nem usar a barra de pinos, soldando direto os fios nas portas ou utilizando algum outro tipo de conector.

A parte de programação é semelhante às outras placas Arduino, com a diferença que no Arduino Mini o circuito de comunicação USB não está embutido na placa. Logo tem a opção de adquirir um módulo FTDI, como esse…

Modulo FTDI

…ou então, se você tem um Arduino Uno disponível, pode usar o procedimento a seguir para programar seu Arduino Mini.

Antes de mais nada, é necessário retirar o microcontrolador Atmega do Arduino Uno, para evitar qualquer tipo de conflito que atrapalhe o funcionamento do circuito. Retirado o chip, monte o circuito da seguinte maneira :

Arduino Mini - Circuito Programação

Conecte o cabo USB no Arduino Uno e abra a IDE do Arduino. Observe que o Arduino Mini também será ligado, já que está sendo alimentado pelos 5v do Arduino Uno.

Na IDE, vá no menu FERRAMENTAS, depois em PLACA, e escolha “ARDUINO PRO or PRO MINI (5V, 16 Mhz) W/ ATmega328” :

IDE-Ferramentas

Feito isso, utilize a IDE para carregar normalmente seu programa no Arduino Mini. Para teste, utilizei a porta 7 para piscar um led :

//Programa : Teste Arduino Mini
//Autor : Arduino e Cia

int portaled = 7;

void setup()
{
  pinMode(portaled, OUTPUT);
}

void loop()
{
  digitalWrite(portaled, HIGH);
  delay(1000);
  digitalWrite(portaled, LOW);
  delay(1000);
}

Para usar o seu Arduino Mini depois de programado, sem depender do Arduino Uno, conecte uma fonte de alimentação 5v utilizando as portas laterais:

Arduino Mini - Circuito Bateria

Prático, não ? O Arduino Mini também pode se mostrar muito útil em configurações com o Módulo RF 433 Mhz, por exemplo, enviando dados de um sensor para um webserver ou para um outro Arduino, mas isso é assunto para um próximo post. Até lá !

 Gostou? Deixe seu comentário logo abaixo. Em caso de dúvidas, caso queira trocar uma ideia, ou até mesmo dividir seu projeto, acesse nosso Fórum!

Faça seu comentário

Acesse sua conta e participe